Make your own free website on Tripod.com
 Joapino de Oliveira, poeta viajante e contador de histórias 
 
Existia um desejo: expandir a Brinquedoteca.
Brincar junto. Prosseguir nesse mergulho na cultura popular.
Partilhar a experiência vivida. Descobrir outros caminhos e percursos.
Enriquecer a história dessa brinquedoteca acrescentando novos olhares, novas leituras.
 
No caminho de seis anos, instituições e profissionais tornaram-se parceiros.
Museus, escolas públicas, brinquedotecas e artistas populares criaram vínculos estabelecendo um rico intercâmbio de experiências. A prática da Brinquedoteca como um olhar sobre a cultura popular brasileira espalhou-se pelos quatro cantos através de exposições, oficinas, encontros lúdicos, mesas redondas, folders, programas de TV, vídeos e home page.
 
 
ESCOLA MUNICIPAL CAPISTRANO DE ABREU
ESCOLA MUNICIPAL RUBEM BRAGA
ESCOLA MUNICIPAL GABRIELA MISTRAL
Estas escolas envolveram-se com a proposta a partir de visitas à exposição
de brinquedos (realizada em 1997) e também por meio de encontros lúdicos
realizados em suas sedes em 1998 pela Equipe Veredas.
Os brinquedos do acervo da Brinquedoteca Carretel de Folia,
impregnados de histórias e memórias, constituíram o fio condutor para um mergulho na folia
desse carretel de cores e idéias.
  A partir da história de dois bonecos-personagens, as crianças criaram e construíram outros personagens e brinquedos sugerindo novos rumos à história que continua a ser inventada e contada.
 Os brinquedos construídos, bem como os registros da experiência (fotos, desenhos, cartas), permaneceram nas escolas.
A parceria com a Escola Municipal Capistrano de Abreu foi retomada em 2000
e ultrapassou os muros da escola, alcançando a comunidade (ver em PROJETOS
)
 
Benjamim, Jasmim e Iaiá (Desenho de Luanna de Oliveira - 8 anos) História dos Personagens (escrita por Luanna de Oliveira - 8 anos)
 
 
 BRINQUEDOTECA DA ASPA - ROCINHA
 A maior parte da clientela da Brinquedoteca reside na Rocinha. O contato com esta brinquedoteca da comunidade despertou o desejo de contribuir para seu acervo através da construção de brinquedos na Oficina de Criação. As crianças construtoras confeccionaram bonecos, carros de madeira e um livro registrando o encontro das duas brinquedotecas. Foram realizados encontros na ASPA com educadores da creche e com as crianças que freqüentam a brinquedoteca. O encontro lúdico com as crianças contou com a participação dos pequenos artesãos como monitores na confecção de bonecos de sucata.
 Criar este vínculo com a comunidade, através de sua brinquedoteca e de moradores que freqüentam a Brinquedoteca Carretel de Folia
representa o início de uma rica parceria.
Flor-de-Lis e Florisbela (Desenho de Renato P. da Silva - 10 anos)
 
 
MUSEU VILLA-LOBOS
No desenrolar do processo de expansão do projeto,
o Museu Villa-Lobos tornou-se parceiro após algumas trocas de visitas.
Inspirado na famosa peça do compositor, um trem caipira ganhou forma com tecidos, fitas e tubos de PVC na oficina da Brinquedoteca e vem sendo utilizado pela equipe do Museu durante as visitas guiadas dirigidas a escolas.
 
  
Página Inicial